Google

Sobre

Google é uma empresa multinacional de tecnologia sediada em Mountain View, na Califórnia. Foi fundada no dia 4 de setembro de 1998 por Sergey Brin e Larry Page, até então estudantes de Ciência da Computação da Universidade de Stanford. O buscador nasceu a partir do BackRub, um motor de busca que utilizava métodos mais eficientes para classificar páginas do que os concorrentes da época. Google é um trocadilho com a palavra "googol", nome dado ao número 1 seguido por cem zeros, simbolizando a enorme quantidade de informações presentes na Internet.

Mesmo com dólar caro, Google Play terá apps mais baratos em reais

17/11/2015 às 11h19 por

O Google anunciou nesta terça-feira (17) que diminuirá o valor mínimo que os desenvolvedores podem cobrar pelos aplicativos, jogos e compras in-app em 17 países, incluindo o Brasil. A medida chega mesmo com a alta do dólar, que teoricamente deveria impulsionar ainda mais os preços. Para os consumidores brasileiros, o preço mínimo cobrado pelos aplicativos no Google Play será

Como ganhar 1 TB no Google Drive avaliando locais

16/11/2015 às 11h52 por

Antes de sair para um lugar novo, eu normalmente leio as avaliações no Foursquare para evitar cair em furadas. Há quem prefira o Yelp. Mas o Google Maps também possui essa função há anos — e o Google está querendo incrementá-la, oferecendo algumas recompensas para quem colaborar avaliando restaurantes, bar

Você já pode conferir o código-fonte do motor de inteligência artificial do Google

09/11/2015 às 19h00 por

Se você já teve contato com algum software atual do Google em dispositivos móveis, como Google Now, Google Tradutor ou Google Fotos, sabe que eles possuem recursos que facilitam o dia a dia dos usuários. Nossa vida se tornou muito mais cômoda e prática através do reconhecimento de voz, por exemplo, que nos permite hoje perguntar ao nosso smartphone qual o endereço de determinado lugar ou trajeto entre dois po

O que o Google pode fazer com um processador próprio?

06/11/2015 às 15h43 por

Você já deve saber que iPhones e Androids têm diferenças quanto aos processadores: ainda que a maioria dos smartphones do mercado use chips com arquitetura ARM, é a própria Apple quem desenvolve os chips dos iPhones, o que gera uma vantagem competitiva e permite a inclusão de otimizações específicas de hardware. Dessa forma, além de produzir um chip otimizado para as necessidades do iPhone,

Tecnocast 032 – The Walking Dead of Tech

05/11/2015 às 21h04 por

Se no episódio 031 do Tecnocast discutimos o mobile first, nesse aqui falamos sobre o cloud first. Assim como no anterior, debatemos sobre gigantes de tecnologia que vem perdendo espaço, dessa vez por conta do Cloud Computing. Puxa uma cadeira, dá o play e vem com a gente!

RankBrain: como o Google lida com termos de pesquisa confusos ou ambíguos

27/10/2015 às 09h51 por

Nos últimos anos, o Google evoluiu muito a precisão de seus resultados de busca, introduzindo novidades como o Knowledge Graph. A partir dele, é possível ter informações completas retiradas da internet de uma série de itens, como informações de livros, celebridades e locais. Outro exemplo é o Google Now, que aceita perguntas diretas e funciona de maneira semelhante a um assistente virtual, respondendo a perguntas objetivas como "Qual é a altura do Monte Everest?". E a gigante de Mountain View não para por aí. O Google tem centenas de algoritmos, incluindo o PageRank, para organ

Um professor está fazendo as perguntas certas sobre carros autônomos

16/10/2015 às 12h49 por

Enquanto o Google admite que seus carros são seguros demais, Chris Gerdes, professor da Universidade de Stanford, na Califórnia, está interessado em resolver questões éticas dos veículos que andam sozinhos. O problema é semelhante ao do Google: como eles devem agir em situações que requerem um pouco mais de tolerância, naturais para os humanos, mas inaceitáveis para robôs? Gerdes é um entusiasta de carros autônomos há algum tempo. Em uma palestra que fez no 

Os carros autônomos do Google são “seguros demais” (e isso é um problema)

29/09/2015 às 17h10 por

Desde 2009, quando o Google começou a testar seus carros autônomos pelas ruas da Califórnia, os veículos se envolveram em 15 acidentes. Todos, claro, por falha humana (e só recentemente houve feridos). Pelos testes realizados até agora, fica claro que os veículos não oferecem perigo ao passageiro. A questão é: seriam os carros autônomos do Google seguros demais?

Carregar mais posts

Faça seu login no Tecnoblog

Crie a sua conta

Esqueci minha senha